O PROCESSO REVELACIONAL E INSPIRACIONAL DO CÂNON SAGRADO NO CONTEXTO CRISTOLÓGICO: UMA ABORDAGEM SOTERIOLÓGICA E ECLESIÁSTICA, NUMA CONJUNTURA DE PRÁXI CRISTÃ.

Autores

  • Samuel Caitano

Palavras-chave:

Revelação divina, Inspiração, Canonicidade, Bibliologia, Cristologia

Resumo

É certo que não se estuda Deus na Teologia, como sugere a tradução terminológica livre das palavras gregas theos (“Deus”) e logos (“estudo”), antes, estuda-se, na verdade, a Sua Revelação, ou melhor, Sua Auto-Revelação. Logo, é a partir desta que tudo o mais faz sentido. A própria Bibliologia tem de render-se ao processo revelacional e inspiracional trinitário e dinâmico-progressivo de Deus na canonização das Escrituras ao longo da história humana. Embora seja Jesus Cristo o ápice desta Revelação, a Bíblia é sua base e constitui-se na regra de fé e prática da vida cristã. Consequentemente, é certo dizer, todas as disciplinas teológicas dependem, diretamente, da Bíblia; e esta, por sua vez, não apenas depende, sobretudo, exalta a Revelação de Deus.

Downloads

Publicado

2020-08-12

Como Citar

Caitano, S. (2020). O PROCESSO REVELACIONAL E INSPIRACIONAL DO CÂNON SAGRADO NO CONTEXTO CRISTOLÓGICO: UMA ABORDAGEM SOTERIOLÓGICA E ECLESIÁSTICA, NUMA CONJUNTURA DE PRÁXI CRISTÃ. REPAS, 4(4). Recuperado de http://revista.repas.com.br/index.php/repas/article/view/26

Edição

Seção

Artigos