OS JUDAIZANTES E OS PENTECOSTAIS: UMA PERSPECTIVA SOCIAL E TEOLÓGICA DOS SEUS DEMARCADORES DE FRONTEIRAS

Autores

  • Moyses Naftali Leal Quitério

Palavras-chave:

Pentecostalismo, Neopentecostalismo, Judaizantes, Teologia, Ciências Sociais

Resumo

O presente artigo busca aproximar o judaísmo do segundo templo ao moderno movimento
pentecostal brasileiro e propõe uma comparação e análise de uma função social de ambos. O texto
busca o diálogo com eruditos das ciências sociais do Brasil com teólogos da NPP (Nova Perspectiva
sobre Paulo) com grande renome do academicismo teológico europeu e norte-americano.
Paradoxalmente o ensaio compreende as mudanças sociais ocorridas no pentecostalismo, mas tece
pontuais criticas no âmbito teológico. Tendo como ponto central os demarcadores de fronteiras o
ensaio buscará abordar esse afastamento do clássico e a busca pelo “abrasileiramento” do
neopentecostalismo concernente aos seus símbolos tidos no passado como marcas do grande
avivamento.

Downloads

Publicado

2020-08-12

Como Citar

Quitério, M. N. L. . (2020). OS JUDAIZANTES E OS PENTECOSTAIS: UMA PERSPECTIVA SOCIAL E TEOLÓGICA DOS SEUS DEMARCADORES DE FRONTEIRAS. REPAS, 4(4). Recuperado de http://revista.repas.com.br/index.php/repas/article/view/29

Edição

Seção

Artigos